Gestão de desempenho: Tudo o que você precisa saber!

5/5 - (1 vote)

A gestão de desempenho tem papel fundamental na atuação do RH, sendo uma das principais ferramentas utilizadas pelas empresas para promover o talento entre seus colaboradores.

Seu objetivo é melhorar os resultados da equipe, motivar os funcionários e aprimorar seu conjunto de competências.

A importância da gestão de desempenho, portanto, se dá pela possibilidade de identificar o talento do colaborador, melhorar a comunicação interna da organização e o desenvolvimento da equipe, contribuindo para uma formação constante e estabelecendo metas e objetivos.

O que é gestão de desempenho?

A gestão de desempenho busca o alinhamento da performance dos funcionários com as metas a serem alcançadas pela empresa. Através dela, é possível fazer uma leitura geral dos objetivos e dos recursos que a companhia dispõe no momento.

O principal foco da gestão de desempenho é a melhoria dos resultados por meio de aprendizagem e do desenvolvimento individual.

Além disso, a gestão propõe um monitoramento das atividades da empresa de forma contínua. Dessa forma, é possível que as tomadas de decisão dos colaboradores sejam tomadas com mais embasamento e agilidade. A partir daí, fica mais fácil definir objetivos e alcançá-los com eficiência e eficácia, assim como reduzir custos e elevar a lucratividade.

Para assegurar a qualidade e o aprimoramento contínuo dos processos, é preciso embasar a gestão em cinco aspectos: avaliação, monitoramento, controle, planejamento e melhoria.

Dentro disso, o RH pode desenvolver atividades que contribuam para os bons resultados individuais dos colaboradores, como:

  • Delimitar as funções;
  • Oferecer suporte e feedback aos profissionais;
  • Determinar objetivos claros;
  • Executar a análise de desempenho;
  • Capacitar os colaboradores para diferentes competências.

Por sua vez, o colaborador também precisa suprir às necessidades do grupo. Para isso, é indicado que se siga as quatro etapas indicadas a seguir:

  • Compreender as expectativas da organização, bem como os objetivos e metas delineados;
  • Comprovar que atendeu ao que era esperado;
  • Corrigir falhas;
  • Planejar a capacitação para ultrapassar os obstáculos.

Portanto, ter a estratégia de gestão de desempenho bem definida e ativa na organização impacta desde o processo de recrutamento e plano de carreira até o gerenciamento de benefícios e recompensas. 

Com a aplicação das melhores estratégias, o profissional tende a ficar mais motivado e a empresa tem mais facilidade na retenção de talentos.

Como funciona a gestão de desempenho?

A gestão de desempenho existe para que seja possível aprimorar os processos de uma empresa e o desempenho individual dos funcionários.

Essa melhoria individual é a chave para a melhoria coletiva!

Se os funcionários sentem que seus gestores estão interessados no seu trabalho e se preocupam com seus objetivos, se tornam mais abertos, produtivos e dispostos a desempenhar suas tarefas da melhor maneira.

Dimensões do desempenho

O desempenho individual pode ser dividido em duas dimensões:

Comportamentos (Behaviors) 

Os comportamentos (meios) se relacionam às habilidades dos colaboradores e às ferramentas que eles utilizam para alcançar seus resultados.

Nessa dimensão, são analisadas as competências, sejam elas técnicas ou comportamentais.

Resultados (Outcomes) 

Os resultados (fins) se referem ao que o colaborador entrega e às suas metas.

Nessa dimensão, se avalia a responsabilidade do funcionário e a qualidade das tarefas feitas por cada um da equipe, tendo alcançado as metas estabelecidas ou não.

Outra forma de entender melhor a diferença entre comportamentos e resultados é fazer a seguinte associação: resultados são “o que” a pessoa realizou, já os comportamentos são “como” a pessoa realizou esses resultados. 

Importância da gestão do desempenho

A gestão de desempenho está diretamente ligada aos resultados da empresa.

Esse processo pode ser adotado com a finalidade de alinhar as expectativas dos colaboradores com as da organização e potencializar o desempenho da equipe. Por isso, é fundamental a aplicação das estratégias certas, feitas para fortalecer aspectos cruciais no ambiente organizacional interno, como:

  • Auxiliar na tomada de decisão e na gestão de pessoas; 
  • Identificar profissionais com potencial para funções de maior responsabilidade;
  • Estabelecer critérios para treinamentos e desenvolvimentos; 
  • Conceder promoções ou realocações de cargos; 
  • Medir a realização dos objetivos estratégicos. 

Como fazer gestão de desempenho?

A cultura organizacional de cada empresa pode desenhar essa estratégia da maneira que preferir. Porém, de forma geral, a gestão de desempenho acontece em quatro etapas. São elas:

1) Planejamento

É importante alinhar a expectativa entre o gestor, empresa e colaborador. A partir daí, cria-se um plano de desenvolvimento individual e coletivo.

Desse modo, a comunicação deve ser assertiva, para que não haja dúvidas sobre a estratégia traçada.

2) Execução

Nessa etapa, é colocado em prática todo o planejamento.

Para os colaboradores, ocorre o cumprimento das metas e objetivos estabelecidos e a solicitação de feedbacks ou treinamentos. Para os gestores, a elaboração de condições favoráveis e motivadoras para o melhor desempenho da cooperação.

3) Avaliação

As avaliações devem ser feitas periodicamente, a fim de mensurar o desempenho dos funcionários e verificar o andamento de cada meta.

4) Feedback

Nessa última fase, ocorre a revisão da estratégia e a devolutiva de todo o processo.

Esse é o famoso feedback, uma reunião entre líder e liderado para discutir questões como resultados, plano de desenvolvimento ou alguma tomada de decisão.

Avalie os resultados de sua gestão de desempenho

Já pensou descobrir o que os seus clientes acham da sua empresa?

Imagine entender a percepção dos consumidores a respeito de sua firma, a fim de analisar se seus investimentos e melhorias estão sendo realmente efetivos.

Isso tudo é possível através da avaliação por cliente oculto!

Esse serviço oferece à sua empresa uma análise criteriosa sobre os pontos positivos e negativos observados nos diferentes setores da instituição. Assim, é possível implantar as melhorias necessárias e estratégias ainda mais efetivas, com o objetivo de captar e fidelizar mais clientes!

Para saber mais, entre em contato com um de nossos especialistas. Ficaremos felizes em ajudá-lo!

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo