Pesquisa de tracking eleitoral

Pesquisa de Tracking Eleitoral
4.6/5 - (8 votes)

As pesquisas eleitorais ocupam espaço onipresente como ferramenta de marketing político. Elas assumiram uma importância tal na detecção de sentimentos, necessidades e opiniões dos eleitores que já não se concebe planejar uma campanha política sem pesquisas.

Das pesquisas eleitorais quantitativas, a que vem merecendo cada mais destaque é o Tracking Eleitoral. Esse modal de curta periodicidade possui o mesmo desenho metodológico de um survey tradicional. Entretanto oferece uma leitura dinâmica do panorama eleitoral, com resultados atualizados diariamente ou semanalmente.

Tracking eleitoral

O que é a pesquisa de tracking eleitoral

Vamos tomar como exemplo uma pesquisa hipotética com a seguinte arquitetura: 95% de certeza e 3% de margem de erro. Para uma população de 50.000 eleitores, seriam necessários a aplicação de 1.045 questionários. Em uma pesquisa tradicional, as entrevistas seriam conduzidas em dois ou três dias.

No tracking, seriam realizas exatas 348 entrevistas por dia, sendo no final do terceiro dia extraído o primeiro relatório. No quarto dia, seriam conduzidas mais 348 entrevistas e as tabulações referentes ao primeiro dia seriam retiradas da amostra, mantendo assim a configuração inicial.

O grande diferencial do tracking eleitoral em relação as pesquisas convencionais, é a adição periódica de novas entrevistas à amostra, concomitante ao descarte de dados mais antigos.

Essa técnica é conhecida médias móveis.

O tracking é um FILME, enquanto uma pesquisa eleitoral comum é uma RETRATO da situação.

Tracking eleitoral

Quando montar um tracking eleitoral

Essa modalidade de levantamento é altamente recomendada como dispositivo de medição de movimentos de curto prazo. Assim é possível intervenções rápidas e redirecionamentos estratégicos por parte do núcleo duro da campanha.

Uma pesquisa de tracking eleitoral diário tem eficácia garantida e importância ímpar na condução eleitoral dos grandes centros urbanos. Mas muitas vezes seu custo pode ser proibitivo para cidades de porte médio. Uma alternativa é a realização do tracking eleitoral semanal.

A modalidade semanal divide a amostra em partes iguais mas aplica cada fração em uma semana, por exemplo: toda terça feira é realizada uma etapa do processo, com apresentação dos primeiros resultados apenas duas ou três semanas depois do início do levantamento. Desta forma, os formuladores de estratégias teriam um novo panorama da situação semanalmente.

Essa última possibilidade é um verdadeiro salto de eficiência em relação aos concorrentes, que na maioria das vezes estão presos aos levantamentos comuns, que são mais caros e menos frequentes.

Saiba mais conversando com um de nossos especialistas! Ficaremos feliz em ajudar.

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo