A Importância de avaliações de governo e mandato

Avaliação Governamental
5/5 - (4 votes)

É fundamental que o governo conheça os anseios e desejos da população. Uma administração que executa suas ações com base exclusiva na opinião de seus mandatários e pessoas próximas do núcleo de poder está, muitas vezes, fadado ao fracasso nas urnas.

Um instrumento importante para a mensuração do respaldo popular são as pesquisas de avaliação de governo e mandato. Um estudo bem conduzido consegue identificar necessidades que nem a população tem consciência, e pode ser um importante aliado do gestor no árduo trabalho à frente do paço municipal.

Avaliação de Governo e Mandato

Quais perguntas incluir em uma pesquisa de avaliação governamental?

A montagem do questionário é de vital importância para o sucesso do levantamento. Como já discutimos antes, a ordem das perguntas pode levar a erros não amostrais. Portanto, contar com a assessoria de profissionais especializados é fundamental.

De maneira geral, as primeiras perguntas devem ser relacionadas com a avaliação global do governo e da imagem pessoal do prefeito. Também pode ser interessante questionar sobre a avaliação do corpo de secretários.

Essas perguntas podem ser estruturadas em tranches ótimo/bom/regular/ruim/péssimo ou avaliações dicotômicas do estilo aprova/desaprova. De maneira geral, podemos desmembrar a aprovação entre ótimo/bom/regular e a desaprovação em ruim/péssimo.

No Instituto OPUS damos preferência às questões com cinco alternativas.

Em seguida, é interessante perguntar aos eleitores qual principal intervenção necessária na sua região, de forma espontânea.

O próximo passo é incluir a avaliação de áreas especificas da atuação pública. Em grande parte dos questionários de avaliação que aplicamos, solicitamos a opinião em cerca de 12 áreas, que vão da assistência social à limpeza urbana.

Questionamos também o acesso aos meios de comunicação local, expectativas de governo, entre outras questões de relevância no momento.

O relatório deve ser estratificado para todos os grupos demográficos e geográficos, para que haja eficiência na tomada de decisão.

Avaliação Governamental

Com qual frequência deve-se conduzir pesquisas de avaliação de governo?

A frequência de uma avaliação de governo e mandato é relativa ao momento vivido pela administração pública. Mas como regra geral, um governo deve realizar entre duas e quatro avaliações por ano, sendo que a grande parte dos clientes deste instituto de pesquisas o faz a cada três meses.

Caso tenha mais dúvidas sobre a organização e execução de uma pesquisa de avaliação ou sobre outros assuntos relacionados a pesquisas de opinião pública, entre em contato conosco.

Como contratar pesquisas de avaliação de governo e mandato?

As pesquisas de avaliação de governo e mandato devem passar pelos mesmos trâmites de contratação que os demais serviços.

De acordo com o decreto 9412/2018, contratações com valor abaixo de R$ 17.600,00 podem ser feitos por dispensa de licitação, desde que observados todos os trâmites recomendados pelos Tribunais de Contas, como realização de pelo menos três orçamentos.

Para mais informações sobre o processo licitatório, recomendamos o curso de licitação do portal licitacao.com.br e para mais informações sobre licitações de obras públicas, o portal Orçamento para Obras.

Saiba mais

Deseja saber mais sobre pesquisas de avaliação de governo? Fale com um de nossos especialistas. Adoraríamos te ajudar!

Converse com um especialista em pesquisas de opinião pública e mercado do Instituto OPUS

Gostou do nosso conteúdo?

2 Comentários

    • Nós fazemos um trabalho de conscientização muito grande nesta área, Arthur. O conhecimento da realidade municipal é fundamental para o sucesso da administração pública, e a pesquisa de avaliação das área prioritárias é a ferramenta adequada para esse diagnóstico.

      Obrigado pela sua visita e esperamos te ver mais por aqui

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo