×

Efeito Bandwagon

Autor:

Sobre:

Postagens: 17

Também chamado de “Efeito Adesão”, o Efeito Bandwagon é a tendência de conformidade que os indivíduos têm, para se alinhar com a maioria ou de aceitar a influência de seus pares.

Essa tendência de conformidade, pode ocorrer mesmo nas situações em que seguir a maioria signifique ir contra opiniões pessoais. Mesmo não gostando de determinado produto, a pessoa pode passar a compra-lo, apenas porque esse é o produto comprado por grande parte do seu círculo social.

Efeito Bandwagon

Origem do termo Bandwagon

Originalmente, as bandwagons eram carruagens ou carroças circenses usadas em desfiles e paradas musicais. Tiveram grande popularidade na antiga tradição norte americana. O seu significado até então exclusivamente festivo, foi incorporado o uso político.

Isso ocorreu a partir de Dan Rice, um palhaço popular no século XIX, que utilizou carruagens circenses em sua campanha, estampando o bordão “pule na nossa carruagem”. Essa frase serviu como bordão, atraindo eleitores.

Com o tempo, o termo bandwagon acabou sendo apropriado pela psicologia social, e mais tarde, pela economia comportamental. Sendo tratado como um viés bem comum nos indivíduos, com aplicação em situações envolvendo consumo.

Efeito Bandwagon e eleições

Ao ver que o seu candidato preferido possui poucas chances de se eleger, o eleitor pode acabar escolhendo outro candidato, que apresente maiores chances de vitória.

Essa escolha pode ocorrer por pragmatismo, para evitar a “perda do voto”. Embora pouco quantificado, existem teorias sociais que versam sobre essa possibilidade, como o voto útil.

É que os eleitores, ao acompanhar pesquisas eleitorais, podem se deixar influenciar pela maioria. Um candidato competitivo pode drenar alguns sufrágios de nomes ideologicamente próximos, em uma tentativa de dar utilidade ao voto.

Efeito Bandwagon na economia

No momento em que passou a ser estudado pela psicologia social e pela economia comportamental, descobriu-se uma relação muito forte entre seguir a maioria, e o ato de consumir.

Essa tendência, fornece elementos interessantes de serem explorados pelo mercado publicitário. A exemplo do produto, que o indivíduo não gosta, mas acaba comprando porque a maioria compra.

Suponhamos que esse produto, seja um biscoito do tipo orgânico. Mesmo não gostando desse tipo de biscoito, há uma grande possibilidade que o indivíduo possa comprá-lo, ao perceber que as demais pessoas estão comprando.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *