×

Chances de Vitória de um Candidato

Autor:

Sobre:

Postagens: 27

Já discutimos aqui no blog do Instituto OPUS como eleições são difíceis. Inevitavelmente, o número de candidatos derrotados é sempre maior do que o número de vitoriosos.

De acordo com o levantamento da EBC, nas eleições de 2014 o número de candidatos por vaga chegou a 41,79 no Distrito Federal!

Contudo, existem ferramentas para avaliar as chances de sucesso de um postulante a cargo público. Algumas são restritas aos candidatos e partidos. Mas também existem formas de um eleitor sem acesso aos recursos políticos profissionais fazer sua avaliação sobre as chances de um político ou candidato ganhar as eleições em disputa.

Listamos abaixo as principais formas de chegar a essa conclusão.

Pesquisa Qualitativa

A pesquisa qualitativa é instrumento mais confiável para identificar a viabilidade de uma candidatura nos estágios iniciais da campanha.

Nela, um grupo de eleitores é reunido em uma sala, e um mediador conduz a conversar de modo a explorar pontos fortes e fracos do candidato e de seus adversários mais diretos.

Entretanto, esta é uma ferramenta restrita a candidatos e partidos políticos. É difícil que um relatório de pesquisa qualitativa seja divulgado com destaque na mídia.

E-book grátis Campanha Eleitoral Redes Socais

Pesquisa Quantitativa

Outra ferramenta extremamente eficaz para a avaliação de uma candidatura é a pesquisa quantitativa.

Neste tipo de levantamento, são aplicados uma quantidade determinada de questionários estruturados. As pesquisas quantitativas mais comuns são as de intenção de voto, que são frequentemente divulgadas nas eleições majoritárias.

Dentro do survey de opinião, existem grupos de perguntas destinadas a compreender vários tipos de situação.

Erroneamente, muitos acreditam que a pesquisas quantitativas são úteis apenas para cargos do executivo. Entretanto, quantis bem planejadas são extremamente poderosas para candidatos a deputados.

Rejeição

A rejeição é um dos itens avaliados na pesquisa quantitativa. Geralmente é realizada da seguinte forma:

Em qual desses candidatos o Sr.(a) não votaria de jeito nenhum?

Quanto maior o índice de eleitores que não votam em determinado postulante, menores as chances de sucesso nas urnas.

Intenção de Voto

A intenção de voto é a pergunta de uma pesquisa quantitativa mais divulgada pela mídia. A interpretação neste caso é bem direta. Quanto maior ou mais próximos dos líderes, maiores as chances de ser eleito.

Conhecimento Popular

Outra questão que faz parte do rol de questões quantitativas é a proporção de eleitores que conhecem o candidato.

Com o conhecimento popular é possível identificar o potencial de crescimento de cada postulante, e assim definir o seu teto de votação em diferentes cenários. Esse tipo de informação geralmente não é divulgado ao público.

Verba de Campanha

Sabemos que as campanhas eleitores são extremamente caras. Por isso, a verba que um candidato dispõe para investir na sua candidatura é um fator importante.

Uma maneira que o eleitor comum tem de verificar essas informações é no site do TSE. Lá é possível acessar as contas de campanha e declarações de bens de cada postulante a cargo público.

Apoios Políticos

Outro fator importante para o sucesso nas urnas é a influência política do candidato.

Essa capacidade de negociação e costura de apoios garante palanques aos interessados em se eleger para cargos do executivo e do legislativo.

O palanque é um espaço cedido por outro político para que seja feita campanha eleitoral.

Tempo de Rádio e TV

Os apoios políticos também são importantes para a definição do tempo de Rádio e TV dos candidatos. Existe um corolário que para uma candidatura presidência ser viável, são necessários no mínio 3 minutos no horário eleitoral gratuito.

Manual de Campanha Eleitoral - Financiamento, Eleitorado e Estratégia


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *