6 Dicas de como economizar na campanha eleitoral

Dicas Economizar Campanha Eleitoral

Campanhas eleitorais são caras, cansativas e rápidas. Na ânsia de alcançar o sucesso nas urnas, muitos candidatos gastam mal seus recursos. Durante a corrida política, o tempo está contra os postulantes. Na falta de tempo para avaliar com calma todas as decisões, é normal que uma parte dos recursos de campanha escape pelos dedos.

Abaixo listamos algumas áreas nas quais é possível economizar durante a campanha política.

Gestão de cabos eleitorais

Os cabos eleitorais são verdadeiros buracos sem fundo! Quem nunca ouviu a famosa frase de um apoiador: “Eu fiz uma planilha com os custos”?

Tenha uma conversa franca com seus correligionários sobre a situação financeira da campanha. Demostre que a gestão financeira será rígida, e que não será possível arcar com custos fora do planejamento inicial.

Sabemos que não é possível seguir o orçamento inicial à risca, mas guarde suas exceções para aqueles que realmente estão 100% engajados na sua eleição.

Gestão de frota

Outro grupo que consome muitos recursos são os veículos utilizados na campanha eleitoral. Embora o uso de carros de som tenha sido limitado para as eleições de 2018, ainda é possível utiliza-los em carreatas, comícios e passeatas.

Com a gasolina sendo comercializada a preços elevados, é natural que esse grupo de despesas seja alto. Uma das formas de economizar nesse quisto é o pagamento baseado na quilometragem rodada. É só pedir um breve relatório de qual a distância percorrida, e qual finalidade do deslocamento.

Uma maneira ainda mais eficiente é através da utilização de rastreadores. Se sua campanha utiliza veículos alugados, solicite a agência responsável acesso ao sistema de rastreamento. Hoje, todas as empresas do setor equipam seus automóveis com GPS.

Material gráfico

Dada a alta demanda por materiais gráficos durante o período eleitoral, é normal que haja aumentos dos preços nas gráficas. Só de falar que o material é para campanha, as empresas já aumentam o preço em até 50%.

Uma dica para economizar nessa área é começar o relacionamento com as gráficas antes do período oficial de campanha. Não deixa para começar as negociações em cima da hora. Lembre-se, o tempo está contra você.

Uma última dica é fazer um orçamento inicial como um cidadão “comum” e não como integrante de um comitê de campanha. Veja se há diferenças no preço.

Ande dentro da lei

Contrate um com advogado de campanha! Não há como escapar desse custo. O TRE está cada vez mais rigoroso nas punições eleitorais. Cada centavo investido em um bom advogado vai lhe poupar vários milhares de reais em multas eleitorais.

E peça ao seu advogado que organize um curso rápido de legislação eleitoral para todos os seus colaboradores. A grande maioria das multas de campanha são cometidas por puro desconhecimento da legislação.

Saiba usar as redes sociais

As redes sociais desempenharão um papel fundamental nas eleições deste ano. Especialmente depois que o impulsionamento pago de publicações foi liberado na minirreforma eleitoral de 2017.

Entretanto, essa ferramenta pode ser um verdadeiro buraco sem fundo de recursos.

O sistema de anúncios digitais funciona através de um leilão entre os anunciantes. Portanto, se há muita competição por determinado segmento da população, o custo por exibição pode se tornar proibitivo.

Conte com uma equipe de mídia digital experiente. No Instituto OPUS oferecemos a gestão de anúncios em redes sociais para candidatos. Entre em contato e solicite uma reunião.

Estratégia eleitoral

A melhor forma de economizar em uma campanha eleitoral é através de uma estratégia bem alinhada.

E o passo inicial é um programa de pesquisas de qualidade. Levantamentos quantitativos e qualitativos são a chave para uma estratégia bem desenhada. Só com dados de qualidade é possível identificar as forças e fraquezas do candidato e de seus principais adversários políticos.

Outra vantagem de um programa de pesquisas abrangente é otimizar os esforços de campanha juntos aos grupos demográficos e geográficos.

Um exemplo do uso de pesquisas em campanhas é na definição de carreatas. Com base nos levantamentos, é possível evitar as regiões onde o voto dos eleitores já está definido e cristalizado em torno de um adversário, e descolar os esforços para localidades onde há maior número de indecisos ou que o candidato é melhor aceito.

Lembre-se: Pesquisa não é custo, é investimento. Trabalhe com inteligência.

O Instituto Opus realiza, com excelência, pesquisas eleitorais que somaram para sua campanha. Entre em contato conosco e saiba mais sobre esse serviço tão essencial.

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo