O que é Branding: Tudo sobre essa estratégia

5/5 - (1 vote)

Brand, em inglês, significa “marca”. Já branding denomina a “gestão de marcas”. Ou seja: o branding é um modo de administrar estratégias de determinada marca ou empresa, a partir de técnicas coerentes e planejadas para se destacar no mercado e atingir os resultados desejados.

O objetivo é fazer com que a marca alcance maior visibilidade e, principalmente, que tenha uma ótima reputação com seu público.

A partir de um planejamento amplo e da criação de gerenciamento dos elementos da identidade visual, as estratégias de branding potencializam a percepção de uma empresa na visão dos clientes.

Branding é assegurar que sua marca irá alavancar de forma inteligente e duradoura, a partir da divulgação do seu produto e da otimização do conjunto de informações a serem passadas para o seu cliente.

O que é uma marca?

A marca é muito mais do que um nome ou um logotipo, é um conjunto de significados criado para que o cliente memorize seu objetivo, seja ele em sons, cores, tipografia e formas (como as três listras da Adidas).

Essa criação – e a definição de como será a marca e tudo que a compõe – muitas vezes ocorre em um processo individual, no qual cada pessoa compreende a marca de uma maneira. Nesse sentido, serão considerados contextos sociais, culturais, econômicos e, principalmente, o histórico do cliente com a sua empresa.

Lembre-se: mesmo para empresas que possuem um produto físico, este não representa por completo a marca, é somente uma das expressões da marca.

A partir dessas compreensões, entendemos que o branding se faz fundamental por ser uma estratégia assertiva que possibilitará ter o controle sobre como sua empresa está sendo percebida. Assim, é possível definir os caminhos a serem percorridos na intenção de se diferenciar da concorrência, criando algo único e especial do início ao fim.

A estratégia de branding assume um papel essencial no dia a dia das pessoas: a marca é uma referência na tomada de decisão de uma compra. O cliente pode escolher uma marca por conhecer a sua qualidade, por saber que ela possui o melhor preço ou por se identificar com valores específicos abarcados pela empresa – por exemplo: uma marca que apoia o meio ambiente.

De qualquer forma, quanto mais assertiva qualquer associação à sua marca, maior o vínculo entre a marca e o cliente.

Você pode medir o alcance da sua marca e o impacto que ela gera nos consumidores respondendo algumas perguntas-chave, que vão indicar em qual patamar de evolução ela se encontra.

  • Awareness: alguém já ouviu falar da sua marca?
  • Consideração: as pessoas consideram o que ela oferece?
  • Preferência: elas acreditam que sua marca é a melhor?
  • Satisfação: a experiência do cliente foi positiva?
  • Lealdade: eles recomendam a marca para os amigos?

Se sua resposta for sim para todas as perguntas, sua marca está se estabelecendo como referência no segmento em que atua!

Como fazer branding para sua marca?

Ser consistente é o passo mais importante nessa jornada. A consistência vem quando a somatória do posicionamento e da personalidade da marca são objetivos e transparentes, fazendo com que o cliente te reconheça em qualquer lugar e de qualquer forma.

Sua marca precisa ter uma identidade forte e coerente, o que o auxiliará a potencializar e a gerenciar como seu público enxerga o que você está construindo.

Para ter uma marca bem estruturada é preciso passar por algumas fases. Algumas delas são:

  • Propósito: Um propósito nada mais é do que sua razão de existir. Com qual objetivo sua marca foi criada? Por que sua marca precisa existir? É importante voltar os olhos ao momento da criação da ideia. Esse propósito pode ser repassado como uma ideia que acompanha a logomarca da instituição, por exemplo.
  • Promessa de marca: É basicamente o que você se compromete a fazer para que seu propósito se torne realidade. Citando a Adidas novamente, eles acreditam que qualquer pessoa é um atleta. A partir disso, se comprometem a tornar o mundo um lugar mais sustentável por meio do esporte.
  • Atributos de marca: Os atributos são características inegociáveis da sua brand, que permitem que os consumidores façam a associação de alguns elementos à sua marca prontamente.
  • Posicionamento: É entender o mercado e o que seus consumidores precisam e querem, focando na objetividade, clareza e transparência do posicionamento. A Uber, por exemplo, inovou ao trazer uma nova maneira de se transportar. Seu posicionamento foi firme e focado, e todas as suas movimentações buscavam introduzir essa nova forma de locomoção na sociedade, associando-a à qualidade de vida, ao baixo custo e principalmente, à segurança.

A importância da identidade visual no branding

Uma boa identidade faz com que a empresa, independentemente de seu tamanho, seja reconhecida por apenas uma cor, símbolo, letra, ícone.

Mais do que criar um logotipo, é necessário que seja concebido um universo por trás da marca, que poderá ser relacionável e único.

Para tornar ainda mais relevante a estratégia de branding, existem outros pontos a serem observados:

Cores

As cores ajudam a tornar sua marca mais atrativa.

Você já deve ter ouvido falar sobre a psicologia das cores e em como ela pode alterar sua percepção de forma geral.

Quais cores vão te ajudar com seu objetivo? É necessário se atentar aos detalhes e repeti-los da forma correta, afinal, o Nubank não foi associado a cor roxa do dia para a noite.

Tipografia

Assim como as cores, a tipografia da marca é um detalhe essencial para a obtenção do seu objetivo.

Minha fonte para texto será em negrito ou não? Em caixa alta ou baixa? Esses detalhes fazem toda a diferença e não podem ser passados despercebidos.

Ícones e símbolos

O logotipo é certamente o símbolo mais reconhecido em uma marca.

Faça uma boa escolha e busque por algo que tenha total relação com seu objetivo e que aproxime o cliente das suas ideias. Crie elementos que vão te ajudar a ter uma identidade visual mais transparente.

Slogan

O slogan é muito importante nesse processo e não é à toa que inúmeras marcas nos vêm à cabeça quando mencionadas suas “frases de efeito”. Um excelente exemplo é o bordão: “amo muito tudo isso”.

O slogan pode durar uma vida inteira ou pode ser alterado de acordo com a estratégia do momento, mas sempre deve ser pensado de forma conjunta com o principal objetivo da marca.

Benefícios do branding

O processo de gestão de marca pode trazer vários benefícios. O principal deles é a geração de reconhecimento da marca de maneira imediata e a criação de conexões emocionais por parte dos consumidores.  

De acordo com a pesquisa realizada pelo Customer Thermomether, mais 65% dos consumidores compartilhavam estar emocionalmente conectados a uma marca. Isso traz, como consequência, o sentimento de que a empresa se importa por pessoas como eles.

Ademais, muitas outras vantagens podem ser obtidas com a aplicação das estratégias de branding. São elas:

  • Conquista da fidelidade com o público;
  • Presença na mente do consumidor;
  • Aumento da confiança com seu público;
  • Ganho de valor atrelado a marca.

Avalie sua estratégia de branding

Você já faz uso de estratégias de branding e deseja saber a percepção dos consumidores sobre a sua marca?

A avaliação por cliente oculto é a solução perfeita para você!

Esse serviço oferece à sua empresa uma análise criteriosa sobre os pontos positivos e negativos observados nos diferentes setores da instituição. Assim, é possível implantar as melhorias necessárias e estratégias ainda mais efetivas, com o objetivo de captar e fidelizar mais clientes!

Para saber mais, entre em contato com um de nossos especialistas. Ficaremos felizes em ajudá-lo!

Gostou do nosso conteúdo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para o topo